Multiletramentos para um ensino de português conectado – Nosso Idioma

Estamos vivenciando vários desafios na contemporaneidade e podemos enfatizar, mormente, no campo da tecnologia. A escola precisa apressar-se no sentido de preparar o aprendiz para as linguagens líquidas, para todo o acesso a essa era digital. Sabemos que não basta saber ler e escrever, é preciso conseguir lidar com os diversos textos que circulam na sociedade. É preciso, também, estar preparado para eventos e/ou práticas de letramento ou letramentos. Sabemos que a juventude tem uma proximidade significativa com as mídias, sejam elas impressas, televisivas, radiofônicas ou digitais e que se relaciona atualmente mais em um universo on-line. E, estar inserido nessa realidade, implica estar preparado para lidar com os mais diversos gêneros, sejam eles orais ou escritos.

É necessário enfatizar que o sujeito convive diariamente com a linguagem midiática, seja através da internet, da televisão ou de outro meio.  Podemos dizer que a criança passa a frequentar a escola já fazendo parte de práticas sociais que envolvem multiletramentos .

Como professores de português, não podemos desconsiderar as práticas das quais os alunos são autores do próprio discurso, e, devemos mostrar-lhes que as práticas de leitura e de escrita estão interligadas e têm grande relevância social. Assim, eles poderão valorizar mais as aulas e participar mais delas.

Acreditamos que a escola, como grande responsável pela disseminação do letramento(s), ainda não fez com que muitas atividades desenvolvidas em sala de aula estejam relacionadas com as práticas de multiletramentos. Acreditamos também que, a escola deve empenhar-se no sentido de desenvolver práticas de multiletramentos, a fim de promover uma aprendizagem significativa e, ao mesmo tempo, prazerosa de português. Para isso, podemos nos apropriar das tecnologias da informação e da comunicação (TICs), integrando-as aos conteúdos, além de investir na leitura e produção de diferentes gêneros, presentes em diferentes práticas sociais. Os textos explorados em espaços de aprendizagem devem ser conectados entre si e com o mundo.

O professor de português deve estar sempre atento às etapas do desenvolvimento do aluno, colocando-se na posição de facilitador da aprendizagem. É preciso que os docentes tenham consciência disso, reflitam sobre essa realidade e ajam para promover mudanças sociais necessárias.

1“Trabalhar com multiletramentos pode ou não envolver (normalmente envolverá) o uso de novas tecnologias da comunicação e de informação (‘novos  letramentos’), mas caracteriza-se como um trabalho que parte das culturas de referência do alunado (popular, local, de massa) e de gêneros, mídias e linguagens por eles conhecidos, para buscar um enfoque crítico, pluralista, ético e democrático – que envolva agência – de textos/discursos que ampliem o repertório cultural, na direção de outros letramentos.”  (ROJO, 2012, p.8).
2Sugerimos a leitura de Escola Conectada: Os multiletramentos e as TICS, de autoria de Roxane Rojo, da Editora Parábola.

*Conceição Maria Alves de Araújo Guisardi possui graduação em Letras – Português e Inglês pela Universidade Estadual de Goiás e em Pedagogia – IESGO. Especialista em Terapia Familiar, pela Universidade Cândido Mendes. Cursando mestrado pelo PROFLETRAS – Universidade Federal de Uberlândia. Seu trabalho é voltado para o ensino de Língua Portuguesa, gêneros discursivos, letramentos, multiletramentos.

**Maria Aparecida Resende Ottoni possui graduação em Letras Português/Inglês pela Universidade Federal de Uberlândia, mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Uberlândia e doutorado, também em Linguística, área de concentração Linguagem e Sociedade, pela Universidade de Brasília.
Seu trabalho é voltado para o ensino de Língua Portuguesa, o humor, a análise crítica do discurso, os gêneros discursivos e para a análise da constituição/representação das identidades.

Please reload

Featured Posts

Ruth Broad Elementary School, em Bay Harbor Islands, tem after school program em português – Nosso Idioma

September 24, 2015

1/6
Please reload

Recent Posts

December 30, 2015

December 17, 2015