Brasil: um país de várias línguas (Parte 1) – Nosso Idioma

Se ouvirmos três pessoas de regiões distintas do Brasil, falando separadamente sobre suas realidades, ficaremos surpresos com a diferença de vocabulário, com as expressões idiomáticas usadas em seus locais de origem, bem como a musicalidade de suas sentenças.

No Brasil, cada região tem sua própria musicalidade. Sim! Nossa língua é uma sinfonia musical, cheia de altos e baixos em pronúncia, e isso se dá essencialmente por causa das diversas influências em nossa colonização.

Um dos sotaques mais próximos ao português de origem – o português lusitano – encontra-se no sul do país, no Estado de Santa Catarina. Naquela rica região, com mais de cinco grupos que marcaram a colonização local, encontra-se entre eles o Açoriano. Estes descendentes diretos de famílias lusitanas povoaram o sul do país em grande número, entre 1617 e 1753, com 1.175 casais açorianos, totalizando 6.492 pessoas. Esse grupo, buscando novos horizontes, uma qualidade de vida onde pudessem manter suas tradições e implementar suas atividades, encontrou no Sul do país um ambiente favorável para desenvolver a pesca, manter suas famílias unidas, e perpetuar seu estilo único de fala. Os catarinenses de Florianópolis são um exemplo nato dessa expansão moderna. De fala rápida, marcada por altos e baixos muito bem acentuados, e com expressões muito performáticas, constituem grande parte dessa cultura que nos permite entender melhor a estrutura da língua falada. O português do “ilheu” de Florianópolis resiste ao tempo e espaço, e o TU, pronome hoje quase que extinto na linguagem contemporânea, exigindo uma conjugação mais delicada, é a marca registrada desse povo. O catarinense de Florianópolis é muito conhecido pela máxima “SE QUERES, QUERES; SE NÃO QUERES, DIZ”, e no espanto de uma ação qualquer, soltam um longo “CAPAZ!!!”, como forma de expressar sua admiração, dúvida ou agrado de algo que lhes chame a atenção.

(Continua na próxima coluna)

* João Brandão Junior. Carioca de Botafogo, PHD em Antropologia Social. Pela Universitat de Barcelona, Mestre em Antropologia Social pela USP
– Universidade de São Paulo. Possui três graduações: História (UPS), Direito (PUC-SP) e Relações Internacioanis (PUC-RJ).

Please reload

Featured Posts

Ruth Broad Elementary School, em Bay Harbor Islands, tem after school program em português – Nosso Idioma

September 24, 2015

1/6
Please reload

Recent Posts

December 30, 2015

December 17, 2015

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square